<BODY> ~*~* Meu Bebê Guilherme 2 *~*~


Guilherme




Meu 2º filhinho nasceu no dia 3/1/2007 às 0h38m em Brasília/DF. Seu peso ao nascer foi 4,250 kg e mediu 54 cm. Seu nome é Guilherme Kazuo Cortez Matsushita e trouxe muita felicidade às nossas vidas.


1º Blog – Gravidez


Mamãe




Meu nome é Catarina e nasci em 20/2/1976 em Brasília/DF. Sou autora deste blog que começou em 17/8/2006, dia em que descobri minha 2ª gravidez. Cinco dias depois, tive uma grande surpresa durante a primeira US: minha gestação já era de 23 semanas ou 5 meses e eu nem desconfiava! Fiquei mais feliz ainda com a novidade e cheia de planos para este novo bebezinho. Sou completamente feliz e realizada por ter me tornado mãe. A minha alegria em ser mãe pela segunda vez quero compartilhar com todos que lerem este blog.



Papai




Este é o pai do Guilherme e meu marido com quem sou casada desde maio/1999. Ele é um pai muito carinhoso e presente. O Guilherme é seu segundo grande troféu no Grand Prix da vida.



Irmão Dudu




Este é o meu 1º filhinho e se chama Eduardo. O Dudu nasceu em 17/9/2005, apenas 1 ano e 4 meses antes do Guilherme. Meus dois meninos prometem muitas aventuras juntos e enxergar o quanto se amam me deixa muito feliz. Eles com certeza serão grandes amigos.


Blog do Dudu


Na Barriga




Na primeira US descobri que minha gestação era de 23 semanas e pude de imediato saber o sexo do bebê: masculino! Fiquei felicíssima, pois sempre quis ter 2 filhos com idades próximas e do mesmo sexo. O Guilherme ficou 42 semanas no barrigão! Eu estava ansiosa para tê-lo em meus braços o quanto antes, mas escolhi respeitar o tempo dele. Contei para isso com a ajuda de minha querida doula Clarissa Kahn e minha GO Rachel Reis. Preparei tudo com muito carinho para a chegada do Guilherme: o chá de bebê, o enxoval, o bercinho, as malas, etc...



O Parto




No dia anterior ao parto minha dilatação já era de 5cm sem dor alguma. As contrações apertaram por volta das 22h. Saí de casa às 23h e tive uma evolução tão rápida do TP que o Guilherme quase nasceu no carro. No hospital, apoiada de cócoras, senti meu menino saindo de dentro de mim direto para os meus braços. Novamente experimentei minha força de mulher, de mãe. A felicidade que vivi naquele momento, eu carregarei por toda a vida. Agradeço a você Guilherme, por ser meu filhinho, meu amor, minha vida.



Desenvolvimento









Contato



Links Amigos


:: Adri, Sofya e Emanuelle
:: Ageu e Matheus
:: Alê e Pedro Luís
:: Aline e Júlia
:: Aline e Bárbara
:: Aline e Ric
:: Alyne e Matheus
:: Ana e Lorenzo
:: Andreza e Teru
:: Ângela e Matheus
:: Bia e Lucas
:: Bia, Lucas e Thiago
:: Bia, Yohana e Yan
:: Bina e Brenda
:: Carla e Marina
:: Cris e Ícaro
:: Cris e Lucas
:: Cristina e Sarah
:: Cristina, Ingrid e Anne
:: Chrystina, Bruno e JP
:: Dani e Caio
:: Dedéia, Pedro e Júlia
:: Eva e Lucas
:: Fabi e Catarina
:: Jack, Ruan e Paulo Victor
:: Jane e Maria Júlia
:: Kátia Regina e Ana Luísa
:: Keila, Lucas e bebê
:: Keity e Lucas
:: Lílian e Nicolas
:: Lisa e Eduardo
:: Lívia e Miguel
:: Lu, Guilherme e Gustavo
:: Mary e Camila
:: Nádila e André
:: Noelma, Pedro e Ana
:: Paty e Gigio
:: Pri, João e Maria
:: Ranne e Maurinho
:: Renata, Isabella e Eric
:: Ruth e Davi
:: Roseli e Breno
:: Ryvane e Ana Clara
:: Selma, Alex e Natália
:: Simoni e Henrique
:: Tábata, Gab e Gui
:: Taci e Danilo
:: Telma e David
:: Valéria e Júlia
:: Valéria e Tikinha
:: Vanessa, Davi e Pedro
:: Ví e Amélie (senha)
:: Vi, Thiago e Júlia
:: Rosileide e Ana Beatriz
:: Bia e Biel
:: Camila e Helena
:: Kelly e Eduardo
:: Fran e Madu
:: Fê Biel e Gui
:: Flávia, Giovanna e Miguel
:: Roberta, Lucas e Diego
:: Mara e Bia
:: Lígia e Vivi
:: Lea e Davi
:: Fabi, Babi e Bia
:: Débora e Dudu
:: Fê e Amandinha
:: Vivi e Francisco
:: Márcia e Mel
:: Simoni e ?
:: Thaty e Alice



Música





Visitas




Hoje é






Mural





Link-nos


Pegue nosso selinho





Pegue nosso selinho





Pegue nosso award







Passado


Blog Antigo
Blog do Dudu

Arquivos:
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Março 2010
Maio 2010



Créditos



Conceitos Design

eXTReMe Tracker





quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Lilypie 2nd Birthday Ticker



ANIVERSÁRIO DE 1 ANO


Minha mensagem para o Guilherme no seu primeiro aniversário.



"Meu querido filhinho Guilherme,

Hoje você completa um ano de vida e tentarei escrever um ínfimo do quanto te amo. Há exatamente doze meses, você nasceu, enorme, saudável, minha obra prima. Você era alvo, tão forte e tão frágil. A gravidez pareceu uma eternidade até o dia em que te conheci. Lembro-me de olhá-lo pela primeira vez e imediatamente meu rosto sorrir. Lembro-me de aconchegá-lo em meus braços ainda com resquícios do parto. Lembro-me de deixá-lo mamar para que me reconhecesse como sua mamãe. Lembro-me de me sentir mais uma vez onipotente ao te trazer ao mundo. Nunca esquecerei este dia, o dia em que me tornei sua mãe e tive o privilégio de recebê-lo como meu filho. Você é o presente que a vida me deu.

Guilherme, lembro daqueles dias em que éramos só eu e você lutando contra a doença. Estávamos num lugar hostil, com pessoas estranhas. Lembro-me de olhar para você e encontrar alento no seu sorriso inocente. Lembro-me de dizer-lhe que ficaria curado mesmo sem esperança. Somente a luz do seu rosto acalmava meu coração aflito nos momentos difíceis. Mesmo sem palavras, você me dizia que voltaríamos para casa. Eu acreditei. Eu te protegia, você me protegia. Nossos corações estavam ligados um ao outro, existia um cordão umbilical. O seu sofrimento era o meu sofrimento. Planejei nossa fuga daquele lugar. Você era meu, ninguém o magoaria mais. Chorei. De madrugada vigiei, de dia sorri por você e quando parecia não ter mais forças para lutar, seu olhar me deu esperança. Surgiu uma esperança vinda nas asas da tecnologia e trazida por corações amigos. Quando não pude dar-lhe o colo, minha voz te fez dormir. Segurei suas mãozinhas e desejei passar para você o sopro de vida. E você renasceu. Lembro-me de olhá-lo pela segunda vez e meu rosto sorrir. Que felicidade levá-lo novamente para nossa casa. Guilherme, você me ensinou a ver a vida sob as lentes da esperança. Eu renasci com você.

Meu filhinho, você é a minha alegria e o meu tesouro. Quero ser uma boa mãe e sempre estar ao seu lado. Quero envelhecer para te ver um homem e ainda assim, você sempre terá o meu colo. Que você leve dentro de si a certeza do meu amor, da minha dedicação, do meu carinho e do meu melhor. Meu desejo é que você tenha uma vida longa e feliz. Que a saúde nunca lhe falte. Que encontre em seu caminho pessoas que o amem como eu. O meu amor e o meu cuidado serão sempre seus. Meu filho, meu amor, minha vida.

Com carinho,
Sua mamãe."








GUILHERME COM 1 ANO






Uma semana antes do Guilherme completar 1 ano, desembestou a falar! Ele não dizia quase nada inteligível e de uma hora para outra começou a repetir tudo o que dizemos (do seu jeito é claro).
Outro dia ele apontou para o pé de amora.





- Amora?
- “Amóó” (Guilherme)
- Acabou!
- “Bôôô”! (Guilherme)

As palavrinhas que o Guilherme fala com 1 ano:

Mamãe
Papá (papai)
Vfovfó (vovó)
Dudu (Dudu)
Neném (neném)
Bôôô (acabou)
Bó (embora)
Tixa (lagartixa)
Badança (bagunça)
Désse (desce)
Este (estrela)
Bá (bachan)
Nena (menina)
Amó (amora)

Aba (água)

Íxi (lixo)
Úiz (luz)
*
Fora que o menino adora “cantar”. Toda música ele acompanha com seus “ááááááá...”, rs... Enquanto o Dudu dança e finge tocar contra-baixo, o Guilherme canta e dança, rs... Os macaquinhos estão a cada dia mais engraçados!
*
Peguei um livrinho do Guilherme e mostrei um neném dizendo esta palavra. Depois fechei o livrinho e perguntei:

- Cadê o neném?

O Guilherme abriu o livrinho na página do neném e repetiu a palavra. Fiquei tão descontrolada que comecei a gritar, rir e beijar o bebê. Rs... será que não deixarei de ser besta nunca? Devo ser incurável, rs...
*

Chamei o Rubens, fechei o livro, entreguei ao Guilherme e o menino encontrou novamente a imagem do neném dizendo: - Neném, neném.
Agarrei o bebê e quase saiu suco de tanto que o abracei! Rs...
*

Ele nunca engatinhou e agora fica naquela posição "chamando irmãozinho" o tempo todo. Consegue subir e descer rampas inclinadas para meu terror. O bebê quer descer as rampas correndo o que me mata de medo dele se esborrachar no concreto.

*
O Guilherme, como um bom irmão mais novo gosta de implicar com o irmão mais velho. Basta o Dudu enfileirar seus carrinhos ou montar o cegonha que o Guilherme aparece para “bagunçar” a brincadeira do irmão.





Aí, o Dudu grita, o Guilherme grita de volta e quando o Dudu toma o brinquedo começa o chororô. Tento deixar que os dois se resolvam só ditando as regras:
- Quem pegou o brinquedo primeiro é o que tem direito de brincar!

Outro dia, o Guilherme estava no seu carrinho assistindo DVD e o Dudu encostou do lado. Vcs acreditam que o Guilherme começou a resmungar, tentando puxar o braço do Dudu só por ele estar encostado no carrinho? Rs... O Dudu que não é nada sem-vergonha, percebeu o desagrado do irmão e com um sorriso moleque no canto da boca se encostou mais no carrinho, nem se importando com os beliscões. Achei a cena engraçada demais!






REVEILLON 2008





NATAL









Às 22:35


Lilypie 2nd Birthday Ticker