<BODY> ~*~* Meu Bebê Guilherme 2 *~*~


Guilherme




Meu 2º filhinho nasceu no dia 3/1/2007 às 0h38m em Brasília/DF. Seu peso ao nascer foi 4,250 kg e mediu 54 cm. Seu nome é Guilherme Kazuo Cortez Matsushita e trouxe muita felicidade às nossas vidas.


1º Blog – Gravidez


Mamãe




Meu nome é Catarina e nasci em 20/2/1976 em Brasília/DF. Sou autora deste blog que começou em 17/8/2006, dia em que descobri minha 2ª gravidez. Cinco dias depois, tive uma grande surpresa durante a primeira US: minha gestação já era de 23 semanas ou 5 meses e eu nem desconfiava! Fiquei mais feliz ainda com a novidade e cheia de planos para este novo bebezinho. Sou completamente feliz e realizada por ter me tornado mãe. A minha alegria em ser mãe pela segunda vez quero compartilhar com todos que lerem este blog.



Papai




Este é o pai do Guilherme e meu marido com quem sou casada desde maio/1999. Ele é um pai muito carinhoso e presente. O Guilherme é seu segundo grande troféu no Grand Prix da vida.



Irmão Dudu




Este é o meu 1º filhinho e se chama Eduardo. O Dudu nasceu em 17/9/2005, apenas 1 ano e 4 meses antes do Guilherme. Meus dois meninos prometem muitas aventuras juntos e enxergar o quanto se amam me deixa muito feliz. Eles com certeza serão grandes amigos.


Blog do Dudu


Na Barriga




Na primeira US descobri que minha gestação era de 23 semanas e pude de imediato saber o sexo do bebê: masculino! Fiquei felicíssima, pois sempre quis ter 2 filhos com idades próximas e do mesmo sexo. O Guilherme ficou 42 semanas no barrigão! Eu estava ansiosa para tê-lo em meus braços o quanto antes, mas escolhi respeitar o tempo dele. Contei para isso com a ajuda de minha querida doula Clarissa Kahn e minha GO Rachel Reis. Preparei tudo com muito carinho para a chegada do Guilherme: o chá de bebê, o enxoval, o bercinho, as malas, etc...



O Parto




No dia anterior ao parto minha dilatação já era de 5cm sem dor alguma. As contrações apertaram por volta das 22h. Saí de casa às 23h e tive uma evolução tão rápida do TP que o Guilherme quase nasceu no carro. No hospital, apoiada de cócoras, senti meu menino saindo de dentro de mim direto para os meus braços. Novamente experimentei minha força de mulher, de mãe. A felicidade que vivi naquele momento, eu carregarei por toda a vida. Agradeço a você Guilherme, por ser meu filhinho, meu amor, minha vida.



Desenvolvimento









Contato



Links Amigos


:: Adri, Sofya e Emanuelle
:: Ageu e Matheus
:: Alê e Pedro Luís
:: Aline e Júlia
:: Aline e Bárbara
:: Aline e Ric
:: Alyne e Matheus
:: Ana e Lorenzo
:: Andreza e Teru
:: Ângela e Matheus
:: Bia e Lucas
:: Bia, Lucas e Thiago
:: Bia, Yohana e Yan
:: Bina e Brenda
:: Carla e Marina
:: Cris e Ícaro
:: Cris e Lucas
:: Cristina e Sarah
:: Cristina, Ingrid e Anne
:: Chrystina, Bruno e JP
:: Dani e Caio
:: Dedéia, Pedro e Júlia
:: Eva e Lucas
:: Fabi e Catarina
:: Jack, Ruan e Paulo Victor
:: Jane e Maria Júlia
:: Kátia Regina e Ana Luísa
:: Keila, Lucas e bebê
:: Keity e Lucas
:: Lílian e Nicolas
:: Lisa e Eduardo
:: Lívia e Miguel
:: Lu, Guilherme e Gustavo
:: Mary e Camila
:: Nádila e André
:: Noelma, Pedro e Ana
:: Paty e Gigio
:: Pri, João e Maria
:: Ranne e Maurinho
:: Renata, Isabella e Eric
:: Ruth e Davi
:: Roseli e Breno
:: Ryvane e Ana Clara
:: Selma, Alex e Natália
:: Simoni e Henrique
:: Tábata, Gab e Gui
:: Taci e Danilo
:: Telma e David
:: Valéria e Júlia
:: Valéria e Tikinha
:: Vanessa, Davi e Pedro
:: Ví e Amélie (senha)
:: Vi, Thiago e Júlia
:: Rosileide e Ana Beatriz
:: Bia e Biel
:: Camila e Helena
:: Kelly e Eduardo
:: Fran e Madu
:: Fê Biel e Gui
:: Flávia, Giovanna e Miguel
:: Roberta, Lucas e Diego
:: Mara e Bia
:: Lígia e Vivi
:: Lea e Davi
:: Fabi, Babi e Bia
:: Débora e Dudu
:: Fê e Amandinha
:: Vivi e Francisco
:: Márcia e Mel
:: Simoni e ?
:: Thaty e Alice



Música





Visitas




Hoje é






Mural





Link-nos


Pegue nosso selinho





Pegue nosso selinho





Pegue nosso award







Passado


Blog Antigo
Blog do Dudu

Arquivos:
Agosto 2007
Setembro 2007
Outubro 2007
Novembro 2007
Dezembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Março 2008
Abril 2008
Maio 2008
Junho 2008
Julho 2008
Agosto 2008
Setembro 2008
Outubro 2008
Novembro 2008
Dezembro 2008
Janeiro 2009
Fevereiro 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Março 2010
Maio 2010



Créditos



Conceitos Design

eXTReMe Tracker





quarta-feira, 26 de março de 2008

Lilypie 2nd Birthday Ticker



A maternidade e a TV

Meu post hoje foi motivado pela história do Pingu escrita pela Ângela, mãe do Matheus. "Não aguento mais ouvir barulho de pinguim"...
*
Antes dos meninos nascerem eu olhava torto para o pai/ mãe que dizia ter comprado outra TV por causa dos filhos. Na minha concepção, quando eu tivesse vontade de assistir noticiários ou novelas, meus filhos teriam que ceder o espaço de qualquer maneira: rindo ou chorando. Até parece...

- "Nada de desenhos na hora do jornal!"

Era o meu pai bradando na minha infância. Não me lembro se funcionava, minha mãe garante que sim, mas tenho dúvidas...

Eu “me achava” a mãe capaz de conseguir tal feito... Contudo, descobri outra coisa...

Depois que os meninos foram iniciados no mundo da televisão, quando percebi que ela era um santo remédio acalma-menino, na minha casa não assisto mais a TV.

Palavras sábias de um colega de trabalho:

“Os filhos vêm para colocar os pais nos eixos.”

Vida desregrada. Tínhamos uma vida um tanto “desregrada” antes do Dudu e do Guilherme, rs.
Olhem os benefícios que o serviço militar obrigatório, ops, serviço paternal obrigatório nos trouxe:

Toque de alvorada às 6h da manhã. Meus filhos são os únicos na face da Terra que conseguem nos fazer acordar às 6h da manhã todos os dias, inclusive num domingo ou feriado chuvoso, rs... No modelo anterior acordávamos entre 11h e 12h30min fins de semana ou faltando 30 minutos para entrar no serviço... quanta picaretagem...

Exercícios físicos. Além da corrida, fazem com eu faça alguma musculação: levantamento de menino, agachamento para pegar brinquedos, etc... Eu que era a mulher mais preguiçosa do universo, virei quase uma desportista, exageraaaaada!
E também tomar sol de manhã, muito necessário para síntese da vitamina D. Não gosto de pegar sol de jeito nenhum, tanto que à praia vou como uma mulçumana, rs... Na gravidez do Dudu não fiquei com nenhuma mancha no rosto, já na do Guilherme apareceram as benditas graças ao sol que tomei pelos passeios com o Dudu.

Organização. A casa ficou muito mais limpa depois deles, pois eu sempre estou com uma vassoura ou pano úmido limpando o chão repleto de migalhas, comida e papéis rasgados. Rs... Antes dos meninos tínhamos uma faxineira, quando ela aparecia, uma vez por semana, nem forrar minha cama eu forrava, rs... Imaginem uma visita aparecendo de surpresa?

Alimentação saudável. A geladeira sempre está repleta de verduras, legumes e frutas frescas. Adultos comem qualquer coisa, mas crianças... Passei a freqüentar vários Verdurões, fiz amizade com as vendedoras e com o açougueiro. Rs... Sei até os que vendem produtos de melhor qualidade e os horários que chegam as verduras. Dá para acreditar?

Toque de recolher. Dormimos “religiosamente” às 23h, pois o dia seguinte de atividades mil nos obriga. Antes deles, a hora de dormir nunca era antes de 00h30min.

Acho que farei um quadro com a frase do meu colega...

Vício de TV. Víamos TV demais, assinamos a Skys e passávamos o domingo TODO assistindo FOX, AXN e outros que já esqueci o nome. Faz tannnto temmmpo... No final da tarde, meio que do nada, nos sentíamos estranhos, inicialmente não dava pra entender, mas concluímos que só podia se tratar de tédio. TÉDIO? Diante dessa constatação, tentávamos procurar alguma coisa para preencher nossas existências vazias. Agora me lembro... acho que decidimos ter filhos numa dessas tardes, rs...

Ainda bem que os meninos corrigiram esse nosso péssimo hábito de assistir demais a TV. Rs... Hoje, quando acordo, a babá já ligou o DVD no Hi5 a pedido do Guilherme, depois que voltamos do parque, o DVD é ligado de novo no Hi 5, quando chego do trabalho à noite adivinhem?
- Hi5!
Entro em casa bradando com a mão levantada o "cumprimento" da seita.

Overdose de Hi5: café da manhã, almoço e jantar. Funciona mesmo, no meio da tarde, no trabalho, me pego cantando:
“Cinco sentidos e os seus sentidos quantos são...”
Rs...

Voltando ao assunto de não assistir mais TV, esqueci de responder à pergunta chave:
- Quem manda na sua casa?

Com toda minha altivez respondo:
- Dudu e Guilherme.

Pensei que resolveria o problema da TV comprando outra. E adivinhem?
Claro que não resolveu.
O primeiro fato é que os meninos monopolizam a TV da sala. O segundo é que nos monopolizam também.
“Não basta ser pais têm que participar” é o lema dos meninos.
Não satisfeitos em assistir trocentas vezes seus DVDs, precisamos assistir junto. Que sacrifícios tão imensos não fazemos pelos filhos, né?
De tanto assisti-los, eu até estou gostando de desenhos... Rs...

Percebi que não vale a pena impor a regra do meu pai. Não sou tão forte e corajosa como ele. Prefiro não assistir TV a aturar o chororô dos meninos pedindo seus DVDs.
Como alguém consegue ver o Jornal Nacional com o filho enchendo a paciência do lado? Sou fraca. Minha paz de espírito vale mais que um monte de notícias trágicas.

Fora que não gosto que o Dudu veja o lixo que passa nos noticiários, pois ele fica impressionado. Outro dia, nos breves segundos que conseguimos colocar na Globo, passou a notícia do desabamento de um barranco. O Dudu perguntou um milhão de vezes o que era, porque, como, porque, e blá, blá, blá. Até percebeu um detalhe que havíamos visto que era a porta da casa fechada apesar de toda confusão. No dia seguinte continuou insistindo no mesmo assunto e não sei o que o Rubens disse para ele se satisfazer.

É, ele está definitivamente na fase do “porque”. Normalmente dou uma explicação a mais rebuscada possível para ver a reação do menino, rs... Acho que ele fica imaginando o que devam ser aquelas coisas científicas que falo, rs...

Também não o deixo assistindo os desenhos da TV aberta, aqueles antigos que assistíamos, pois os considero muito violentos. Que ironia, né? Um deles deixou o Dudu muito preocupado. Era de 3 ratos cegos que morreram de rir quando um gato prendeu seu rabo numa ratoeira e gemeu de dor. O Dudu chorou na hora perguntava o tempo todo porque os ratos machucaram o gato. Não sabíamos o que dizer. Faz duas semanas que o Dudu viu o desenho e ainda pergunta.

Voltando... rs...
Sentido. Para concluir, me rendo ao meu destino de não assistir mais TV. Primeiro porque não me deixam, depois porque quero proteger os meninos. Fazer o quê?
Realmente os sargentos Dudu e Guilherme estão nos colocando na linha:
- Sentido!
E batemos continência.
No fundo, sabemos que mandamos no quartel, só deixamos que eles tenham a doce ilusão do poder, rs... Ou será que não?
Beijos a todas.



Às 13:54


Lilypie 2nd Birthday Ticker